O Natal já está próximo. Na liturgia deste domingo, os cristãos são convidados a compreender que Jesus foi anunciado como aquele que devia vir ao mundo para a todos salvar. O primeiro anúncio é profético. Isaías fala ao rei Acaz para dizer-lhe que a donzela dará à luz um filho que terá o nome de Emanuel, que quer dizer Deus connosco. Sendo uma linguagem profética, compreende-se que o Messias que todos esperavam virá como salvador, porque Ele é a presença de Deus no meio dos homens. Está-se à distância de 500 anos da vinda de Jesus, mas o esperado das nações virá trazer a toda a humanidade a justiça e a paz. O profeta Isaías quis ejectar esperança no povo de Israel, marcado por intenso sofrimento. É preciso garantir que Deus ama o seu povo e que nunca lhe faltará. A esperança garantida pelos profetas será constantemente o alimento do povo de Israel que, de cativeiro em cativeiro, marcado pelo sofrimento, só em Deus pode confiar. A donzela referida pelo profeta anunciava Maria como mãe do Filho de Deus.

          Mais difícil foi o anúncio a José. Ela era a prometida, com quem José iria desposar-se. O carpinteiro de Nazaré deu-se conta de que ela esperava um filho. O seu amor por ela era tal que, não querendo difamá-la, preferiu afastar-se. Valeu-lhe o Anjo do Senhor que lhe anunciou ser o Filho de Maria um dom de Deus para a redenção da humanidade. Depois deste anúncio, José aceitou ser o protector de Maria e aquele a quem Jesus foi confiado como pai. Anúncio difícil que só o silêncio de José permitiu acolher, compreender e viver.

          O fenómeno da evangelização é um mistério de anúncio de Jesus Cristo feito a todos os povos da terra. Paulo já tinha levado Jesus a Damasco, a Antioquia, às cidades gregas. Agora, vai anunciá-l’O também à gente da capital do império. Nesta Carta aos Romanos, Paulo faz o anúncio de Jesus Ressuscitado, o único que dá sentido a todas as vidas, que pode oferecer a salvação.

Monsenhor Vítor Feytor Pinto

************************************************************************

LITURGIA DA PALAVRA

«A VIRGEM CONCEBERÁ E DARÁ À LUZ UM FILHO,

QUE SERÁ CHAMADO EMANUEL,

QUE QUER DIZER DEUS CONNOSCO»

(Mt 1, 23)

I LEITURA – Is 7, 10-14

Os inimigos cercam Jerusalém, o rei e os senhores pensam entregar-se; o profeta traz a palavra de esperança e a confiança na vitória.

Leitura do Livro de Isaías
Naqueles dias, o Senhor mandou ao rei Acaz a seguinte mensagem: «Pede um sinal ao Senhor teu Deus, quer nas profundezas do abismo, quer lá em cima nas alturas». Acaz respondeu: «Não pedirei, não porei o Senhor à prova». Então Isaías disse: «Escutai, casa de David: Não vos basta que andeis a molestar os homens para quererdes também molestar o meu Deus? Por isso, o próprio Senhor vos dará um sinal: a virgem conceberá e dará à luz um filho e o seu nome será Emanuel».
Palavra do Senhor.

SALMO – 23 (24), 1-2.3-4ab.5-6 (R. 7c e 10b)

Refrão: Venha o Senhor: é Ele o rei glorioso.

Ou: O Senhor virá: Ele é o rei da glória.

Do Senhor é a terra e o que nela existe,
o mundo e quantos nele habitam.
Ele a fundou sobre os mares
e a consolidou sobre as águas. Refrão

Quem poderá subir à montanha do Senhor?
Quem habitará no seu santuário?
O que tem as mãos inocentes e o coração puro,
que não invocou o seu nome em vão nem jurou falso. Refrão

Este será abençoado pelo Senhor
e recompensado por Deus, seu Salvador.
Esta é a geração dos que O procuram,
que procuram a face do Deus de Jacob. Refrão

II LEITURA – Rom 1, 1-7

S. Paulo recorda que Jesus Cristo é o Filho de Deus “prometido nas Sagradas Escrituras”.

Leitura da Epístola do Apóstolo São Paulo aos Romanos
Paulo, servo de Jesus Cristo, apóstolo por chamamento divino, escolhido para o Evangelho que Deus tinha de antemão prometido pelos profetas nas Sagradas Escrituras, acerca de seu Filho, nascido, segundo a carne, da descendência de David, mas, segundo o Espírito que santifica, constituído Filho de Deus em todo o seu poder pela sua ressurreição de entre os mortos: Ele é Jesus Cristo, Nosso Senhor. Por Ele recebemos a graça e a missão de apóstolo, a fim de levarmos todos os gentios a obedecerem à fé, para honra do seu nome, dos quais fazeis parte também vós, chamados por Jesus Cristo. A todos os que habitam em Roma, amados por Deus e chamados a serem santos, a graça e a paz de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo.
Palavra do Senhor.

ALELUIA Mt 1, 23

Refrão: Aleluia. Repete-se

A Virgem conceberá e dará à luz um Filho,
que será chamado Emanuel, Deus connosco. Refrão

EVANGELHO – Mt 1, 18-24

Maria, de quem nasceu Jesus.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
O nascimento de Jesus deu-se do seguinte modo: Maria, sua Mãe, noiva de José, antes de terem vivido em comum, encontrara-se grávida por virtude do Espírito Santo. Mas José, seu esposo, que era justo e não queria difamá-la, resolveu repudiá-la em segredo. Tinha ele assim pensado, quando lhe apareceu num sonho o Anjo do Senhor, que lhe disse: «José, filho de David, não temas receber Maria, tua esposa, pois o que nela se gerou é fruto do Espírito Santo. Ela dará à luz um Filho e tu pôr-Lhe-ás o nome de Jesus, porque Ele salvará o povo dos seus pecados». Tudo isto aconteceu para se cumprir o que o Senhor anunciara por meio do Profeta, que diz: «A Virgem conceberá e dará à luz um Filho, que será chamado ‘Emanuel’, que quer dizer ‘Deus connosco’». Quando despertou do sono, José fez como o Anjo do Senhor lhe ordenara e recebeu sua esposa.
Palavra da salvação.