TER MAIS ALEGRIA EM DAR DO QUE EM RECEBER é uma expressão eminentemente cristã, porque a dádiva é expressão de caridade e o receber é um benefício do amor revelador dos outros. Talvez por isso se possa dizer que a oferta e a aceitação fazem parte do mesmo processo de caridade.  Os três textos da Palavra de Deus oferecem formas diferentes de viver esta relação fraterna.

No Segundo Livro dos Reis conta-se uma história muito bonita, a do profeta Eliseu que recompensa a sunamita. E aquela mulher que não tivera filhos sentiu-se reconfortada com a promessa do profeta.

O texto de Mateus, no Evangelho, fala do projeto cristão que exige a radicalidade no dom. Para ser discípulo de Cristo, receber a recompensa, é essencial a entrega sem condições. Sem esta entrega não se pode seguir Jesus. Di-lo o Senhor: «Quem não é capaz de levar a sua cruz, não pode ser meu discípulo» (Mt 10,38).

S. Paulo, na sua Carta aos Romanos, ao referir os cristãos como batizados em Cristo, convida-os a uma vida nova, a uma vida para os outros.

Nos três textos da Palavra, o dom generoso e a aceitação dos outros são marcas que definem o cristão.

Monsenhor Vitor Feytor Pinto

*************************************************************************

«Quem não toma a sua cruz para Me seguir, não é digno de Mim.»

I LEITURA – 2 Reis 4, 8-11.14-16a

Deus retribui a hospedagem facultada ao profeta Eliseu.

Leitura do Segundo Livro dos Reis
Certo dia, o profeta Eliseu passou por Sunam. Vivia lá uma distinta senhora, que o convidou com insistência a comer em sua casa. A partir de então, sempre que por ali passava, era em sua casa que ia tomar a refeição. A senhora disse ao marido: «Estou convencida de que este homem, que passa frequentemente pela nossa casa, é um santo homem de Deus. Mandemos-lhe fazer no terraço um pequeno quarto com paredes de tijolo, com uma cama, uma mesa, uma cadeira e uma lâmpada. Quando ele vier a nossa casa, poderá lá ficar». Um dia, chegou Eliseu e recolheu-se ao quarto para descansar. Depois perguntou ao seu servo Giezi: «Que podemos fazer por esta senhora?». Giezi respondeu: «Na verdade, ela não tem filhos e o seu marido é de idade avançada». «Chama-a» – disse Eliseu. O servo foi chamá-la e ela apareceu à porta. Disse-lhe o profeta: «No próximo ano, por esta época, terás um filho nos braços».
Palavra do Senhor.

SALMO RESPONSORIAL – Salmo 88 (89), 2-3.16-17.18-19 (R. 2a)

Refrão: Cantarei eternamente as misericórdias do Senhor. Repete-se
Ou: Eu canto para sempre a bondade do Senhor. Repete-se

Cantarei eternamente as misericórdias do Senhor
e para sempre proclamarei a sua fidelidade.
Vós dissestes:
«A bondade está estabelecida para sempre»,
no céu permanece firme a vossa fidelidade. Refrão

Feliz do povo que sabe aclamar-Vos
e caminha, Senhor, à luz do vosso rosto.
Todos os dias aclama o vosso nome
e se gloria com a vossa justiça. Refrão

Vós sois a sua força,
com o vosso favor se exalta a nossa valentia.
Do Senhor é o nosso escudo
e do Santo de Israel o nosso rei. Refrão

II LEITURA – Rom 6, 3-4.8-11

O batismo é inserção na morte e na ressurreição de Jesus.

Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Romanos
Irmãos: Todos nós que fomos baptizados em Jesus Cristo fomos baptizados na sua morte. Fomos sepultados com Ele pelo Baptismo na sua morte, para que, assim como Cristo ressuscitou dos mortos, pela glória do Pai, também nós vivamos uma vida nova. Se morremos com Cristo, acreditamos que também com Ele viveremos; sabendo que, uma vez ressuscitado dos mortos, Cristo já não pode morrer; a morte já não tem domínio sobre Ele. Porque na morte que sofreu, Cristo morreu para o pecado de uma vez para sempre; mas a sua vida, é uma vida para Deus. Assim, vós também, considerai-vos mortos para o pecado e vivos para Deus, em Cristo Jesus.
Palavra do Senhor.

ALELUIA – 1 Pedro 2, 9

Refrão: Aleluia. Repete-se

Vós sois geração eleita, sacerdócio real,
Q95;nação santa,
para anunciar os louvores de Deus,
que vos chamou das trevas à sua luz admirável. Refrão

EVANGELHO – Mt 10, 37-42

«Quem ama o pai ou a mãe mais do que a Mim, não é digno de Mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a Mim, não é digno de Mim.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
Naquele tempo, disse Jesus aos seus apóstolos: «Quem ama o pai ou a mãe mais do que a Mim, não é digno de Mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a Mim, não é digno de Mim. Quem não toma a sua cruz para Me seguir, não é digno de Mim. Quem encontrar a sua vida há-de perdê-la; e quem perder a sua vida por minha causa, há-de encontrá-la. Quem vos recebe, a Mim recebe; e quem Me recebe, recebe Aquele que Me enviou. Quem recebe um profeta por ele ser profeta, receberá a recompensa de profeta; e quem recebe um justo por ele ser justo, receberá a recompensa de justo. E se alguém der de beber, nem que seja um copo de água fresca, a um destes pequeninos, por ele ser meu discípulo, em verdade vos digo: Não perderá a sua recompensa».
Palavra da salvação.