O GRANDE MANDAMENTO DO AMOR – O Cristianismo pode sintetizar-se no Mandamento do Amor, Jesus afirmou-o claramente quando, em João, diz aos discípulos: «Dou-vos um Mandamento novo, que vos ameis uns aos outros como Eu próprio vos ameis; por isto vos reconhecerão como meus discípulos»  (Jo 13, 34-35). De facto, esta afirmação constitui o resumo de toda a prática cristã: é o mandamento novo, uma vez que aos antigos tinha sido dito «ama o amigo e odeia o inimigo»; é uma proposta de amor gratuito como gratuito foi o amor de Jesus Cristo, amando até ao fim; é um amor único envolvendo a relação com Deus e como os irmãos; é uma forma de identificação de todo aquele que se diz cristão. A liturgia deste domingo reafirma este Mandamento do amor em três dimensões: no Antigo Testamento, com o texto do Deuteronómio; no Evangelho, com a afirmação feita por Jesus ao escriba que lhe fez uma pergunta provocatória; e na Carta aos Hebreus, quando o amor vivido na exigência do Evangelho é mais importante  do que os holocaustos e os sacrifícios. A coordenada comum aos três textos é o mandamento do amor vivido até à perfeição, na relação com Deus e na relação com os irmãos.

  1. A FIDELIDADE À PALAVRA DE DEUS – O texto do Deuteronómio começa por uma súplica de vida longa. Depois, contém uma oração de confiança porque o Povo de Deus chegará à terra onde corre leite e mel. A fidelidade, porém, a tudo o que Deus pede, a sua Palavra, exige um amor a Deus sobre todas as coisas com todo o coração, com todo o entendimento, com todas as forças. Será num amor assim que se virá radicar o amor fraterno.
  2. O PRIMEIRO DE TODOS OS MANDAMENTOS – Em Mateus, Jesus dissera que não vinha negar a Lei mas vinha cumpri-la. complementando-a (cf. Mt 5, 17). De facto, além do amor de Deus exige-se o amor dos irmãos e, este, até ao perdão de todas as ofensas. Numa articulação extremamente bela, Jesus diz que não basta amar os amigos, é preciso acolher também os inimigos, que não basta perdoar, mas é preciso reconquistar o outro para o amor. Paradigmática a sua expressão: «Se estás diante do altar para fazer a tua oferenda, e aí te lembras que o teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa a oferenda em cima do altar, vai primeiro reconciliar-te com o teu irmão e vem depois fazer a tua oferta.» (Mt 5, 23) É neste contexto da Palavra de Jesus que se compreende a resposta ao escriba: «O primeiro mandamento é o amor a Deus, mas o segundo é igual ao primeiro, amarás o próximo.» (Cf. Mc 12, 32-33) Assim sendo, compreende-se que Jesus tenha dito ser o amor mais importante do que os sacrifícios e os holocaustos.
  3. JESUS SUMO E ETERNO SACERDOTE – Foi por amor que Jesus ofereceu a vida em sacrifício no altar da cruz. Tornou-se então sumo e eterno sacerdote, garantindo para o homem a redenção. Santo, inocente, sem manha, separado dos pecadores e elevado acima dos Céus, Jesus sacerdote eterno realiza a redenção da Humanidade pelo Amor. É que não há maior prova de amor do que dar a vida por aqueles a quem se ama. Também os sacerdotes da Nova Aliança, em comunhão com Cristo,realizam a sua missão salvífica pelo amor

Monsenhor Feytor Pinto
===========================================

LITURGIA DA PALAVRA:

«AMARÁS O SENHOR TEU DEUS COM TODO O TEU CORAÇÃO,

AMARÁS O TEU PRÓXIMO COMO A TI MESMO»..

I LEITURA – Deut 6, 2-6

«Amarás o Senhor com todo o teu coração»

Leitura do Livro do Deuteronómio
Moisés dirigiu-se ao povo, dizendo: «Temerás o Senhor, teu Deus, todos os dias da tua vida, cumprindo todas as suas leis e preceitos que hoje te ordeno, para que tenhas longa vida, tu, os teus filhos e os teus netos. Escuta, Israel, e cuida de pôr em prática o que te vai tornar feliz e multiplicar sem medida na terra onde corre leite e mel, segundo a promessa que te fez o Senhor, Deus de teus pais. Escuta, Israel: o Senhor nosso Deus é o único Senhor. Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma e com todas as tuas forças. As palavras que hoje te prescrevo ficarão gravadas no teu coração».
Palavra do Senhor.

SALMO RESPONSORIAL – Salmo 17 (18), 2-3.4.47.50-51ab (R. 2)

Refrão:Eu Vos amo, Senhor:
Vós sois a minha força. Repete-se

Eu Vos amo, Senhor, minha força,
minha fortaleza, meu refúgio e meu libertador,
meu Deus, auxílio em que ponho a minha confiança,
meu protector, minha defesa e meu salvador. Refrão

Invoquei o Senhor – louvado seja Ele –
e fiquei salvo dos meus inimigos.
Viva o Senhor, bendito seja o meu protector;
exaltado seja Deus, meu salvador. Refrão

Senhor, eu Vos louvarei entre os povos
e cantarei salmos ao vosso nome.
O Senhor dá ao seu Rei grandes vitórias
e usa de bondade para com o seu Ungido. Refrão

II LEITURA _ Hebr 7, 23-28

O sacerdócio de Cristo

Leitura da Epístola aos Hebreus
Irmãos: Os sacerdotes da antiga aliança sucederam-se em grande número, porque a morte os impedia de durar sempre. Mas Jesus, que permanece eternamente, possui um sacerdócio eterno. Por isso pode salvar para sempre aqueles que por seu intermédio se aproximam de Deus, porque vive perpetuamente para interceder por eles. Tal era, na verdade, o sumo sacerdote que nos convinha: santo, inocente, sem mancha, separado dos pecadores e elevado acima dos céus, que não tem necessidade, como os sumos sacerdotes, de oferecer cada dia sacrifícios, primeiro pelos seus próprios pecados, depois pelos pecados do povo, porque o fez de uma vez para sempre quando Se ofereceu a Si mesmo. A Lei constitui sumos sacerdotes homens revestidos de fraqueza, mas a palavra do juramento, posterior à Lei, estabeleceu o Filho sumo sacerdote perfeito para sempre.
Palavra do Senhor.

ALELUIA – Jo 14, 23

Refrão: Aleluia. Repete-se

Se alguém Me ama, guardará a minha palavra, diz o Senhor;
meu Pai o amará e faremos nele a nossa morada. Refrão

EVANGELHO – Mc 12, 28b-34

«Não há nenhum mandamento maior que estes» 

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo S. Marcos
Naquele tempo, aproximou-se de Jesus um escriba e perguntou-Lhe: «Qual é o primeiro de todos os mandamentos?». Jesus respondeu: «O primeiro é este: ‘Escuta, Israel: O Senhor nosso Deus é o único Senhor. Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma, com todo o teu entendimento e com todas as tuas forças’. O segundo é este: ‘Amarás o teu próximo como a ti mesmo’. Não há nenhum mandamento maior que estes». Disse-Lhe o escriba: «Muito bem, Mestre! Tens razão quando dizes: Deus é único e não há outro além d’Ele. Amá-l’O com todo o coração, com toda a inteligência e com todas as forças, e amar o próximo como a si mesmo, vale mais do que todos os holocaustos e sacrifícios». Ao ver que o escriba dera uma resposta inteligente, Jesus disse-lhe: «Não estás longe do reino de Deus». E ninguém mais se atrevia a interrogá-l’O.
Palavra da salvação.