Santa teresa de calcutá

EUCARISTIA

A vossa vida deve ser tecida à volta da Eucaristia. Dirigi os vossos olhos para Ele, que é a Luz! Aproximai bem os vossos corações do Seu divino coração! Pedi-lhe a graça de O conhecer, o amor para O amar, a coragem de O servir! Procurai-o ansiosamente!

HORÁRIO DAS MISSAS

Segunda a sexta-feira

12h15 | P. Vítor Feytor Pinto

19h00 | P. Hugo Gonçalves

Sábado

19h00 | P. Vítor Feytor Pinto

Vespertina

Domingo

09h00 | P. Hugo Gonçalves

10h30 | P. Vítor Feytor Pinto

12h15 | P. Hugo Gonçalves

Missa com crianças

17h00 | P. Vítor Feytor Pinto

19h00 | P. Hugo Gonçalves

OS DIFERENTES NOMES
DA EUCARISTIA

Ao longo do tempo, várias expressões foram sendo usadas para designar a Ceia de Jesus. Esses nomes continuar a ser utilizados e ajudam-nos a ampliar o sentido do mistério que celebramos.

Santa Missa | Santo Sacrifício

O sacrifício de Jesus, que leva à plenitude todos os sacrifícios, torna-se presente na Eucaristia. A Igreja e os crentes inserem-se com a sua própria entrega no sacrifício de Cristo. A palavra missa provém da fórmula de despedida em latim: Ite missa est, que significa «Ide, sois enviados!»

Ceia do Senhor

Cada celebração eucarística continua a ser a mesma e única ceia que Jesus celebrou com os seus discípulos e simultaneamente a antecipação da ceia que o Senhor celebrará com os redimidos no fim dos dias. Não somos nós que fazemos a celebração litúrgica; é o Senhor que nos chama a ela, onde está misteriosamente presente.

Fracção do Pão

A fracção do pão era um antigo banquete ritual que Jesus aproveitou por ocasião da Última Ceia, para exprimir a Sua entrega por nós. Na fracção do pão, os discípulos reconheceram-n’O após a ressurreição. A comunidade primitiva designava as suas celebrações eucarísticas por fracção do pão.

Assembleia eucarística

A celebração da Ceia do Senhor é também uma assembleia de acção de graças, na qual a Igreja encontra a sua expressão. Uma das formas da presença de Deus na celebração eucarística, apontadas pelo Concílio Vaticano II, é precisamente a Assembleia reunida, expressão viva do Corpo de Cristo.

Memorial da Paixão, Morte e Ressurreição

Na Eucaristia, não é a comunidade que é celebrada; antes, ela descobre e celebra de um modo sempre novo a passagem de Cristo à Vida, por meio do sofrimento e da morte.

Santa e Divina Liturgia | Santos Mistérios

Na celebração eucarística unem-se, numa única festa, a Igreja celeste e a terrestre. Porque os dons eucarísticos em que Cristo está presente são, em certa medida, o que de mais santo se encontra no mundo, fala-se também do Santíssimo Sacramento.

Sagrada Comunhão

Porque na Missa nos unimos a Cristo, e n’Ele nos unimos uns aos outros, fala-se de Sagrada Comunhão.

Quem recebe a Sagrada Eucaristia, perde-se em Deus, como uma gota de água no oceano. Não há como os separar. Se, depois da comunhão, alguém nos surpreendesse com a pergunta: «O que estás a levar para casa?», poderíamos responder: «Levamos o céu!» Isto é perfeitamente verdadeiro. Contudo, a nossa fé não é suficientemente grande. Não compreendemos a nossa dignidade. Quando saímos da mesa sagrada, somos tão felizes quanto o teriam sido os três magos do Oriente se tivessem podido levar consigo o Menino Jesus. 

São João Maria Vianney, padroeiro dos sacerdotes