CARTA DE SÃO TIAGO

UNÇÃO DOS DOENTES

Está doente alguém entre vós? Mande chamar os presbíteros da Igreja  para que orem por ele,
ungindo-o com o óleo em nome do Senhor.

Tg 5,14

O QUE É A UNÇÃO DOS ENFERMOS?

A Igreja crê e confessa que, entre os sete sacramentos, há um, especialmente destinado a reconfortar os que se encontram sob a provação da doença: a Unção dos enfermos:

«Esta santa unção dos enfermos foi instituída por Cristo como sacramento do Novo Testamento, verdadeira e propriamente dito, insinuado por São Marcos, mas recomendado aos fiéis e promulgado por São Tiago, apóstolo e irmão do Senhor».

Temos, desde os tempos antigos, testemunhos de unções de doentes praticadas com óleo benzido. No decorrer dos séculos, a Unção dos enfermos começou a ser conferida cada vez mais exclusivamente aos que estavam prestes a morrer. Por causa disso, fora-lhe dado o nome de «Extrema-Unção». Porém, apesar dessa evolução, a liturgia nunca deixou de pedir ao Senhor pelo doente, para que recuperasse a saúde, se tal fosse conveniente para a sua salvação.

COMO SE CELEBRA ESTE SACRAMENTO?

Como todos os sacramentos, a Unção dos Enfermos é uma celebração litúrgica e comunitária quer tenha lugar no seio da família, quer no hospital ou na igreja, para um só doente ou para um grupo deles. É muito conveniente que seja celebrada durante a Eucaristia, memorial da Páscoa do Senhor. Se as circunstâncias a tal convidarem, a celebração do sacramento pode ser precedida pelo sacramento da Penitência e seguida pelo da Eucaristia. Enquanto sacramento da Páscoa de Cristo, a Eucaristia deveria ser sempre o último sacramento da peregrinação terrestre, o «viático» da «passagem» para a vida eterna.

A celebração do sacramento compreende principalmente os seguin­tes elementos: «Os presbíteros da Igreja» impõem em silêncio – as mãos sobre os enfermos; rezam por eles na fé da Igreja; é a epiclese própria deste sacramento; então, conferem a unção na fronte e nas mãos com óleo benzido.

QUANDO SE PODE RECEBER A UNÇÃO?

A Unção dos Enfermos «não é sacramento só dos que estão prestes a morrer. Por isso, o tempo oportuno para a receber é certamente quando o fiel começa, por doença ou por velhice, a estar em perigo de morte».

Se um doente que recebeu a Unção recupera a saúde, pode, em caso de nova enfermidade grave, receber outra vez este sacramento. No decurso da mesma doença, este sacramento pode ser repetido se o mal se agrava. É conveniente receber a Unção dos Enfermos antes duma operação cirúrgica importante. E o mesmo se diga a respeito das pessoas de idade, cuja fragilidade se acentua.

O QUE É O VIÁTICO?

Àqueles que vão deixar esta vida, a Igreja oferece-lhes, além da Unção dos Enfermos, a Eucaristia como viático. Recebida neste momento de passagem para o Pai, a comunhão do Corpo e Sangue de Cristo tem um significado e uma importância particulares. É semente de vida eterna e força de ressurreição, segundo as palavras do Senhor: «Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna: e Eu ressuscitá-lo‑ei no último dia» (Jo 6, 54). Sacramento de Cristo morto e ressuscitado, a Eucaristia é aqui sacramento da passagem da morte para a vida, deste mundo para o Pai.

Assim, do mesmo modo que os sacramentos do Baptismo, da Confirmação e da Eucaristia constituem uma unidade chamada «os sacramentos da iniciação cristã», também pode dizer-se que a Penitência, a Santa Unção e a Eucaristia, como viático, constituem, quando a vida do cristão chega ao seu termo, os sacramentos com que termina a peregrinação e se prepara a entrada no Céu.

como proceder

Em caso de doença grave ou perigo de morte?

Se está no Hospital

Peça ajuda à equipa do serviço onde se encontra no sentido de pedir a ajuda espiritual a que, por lei, tem direito. Se houver um Serviço de Assistência Espiritual e Religiosa (Capelania), poderá receber a visita de um capelão e pedir o Sacramento da Unção dos Doentes. Se estiver consciente pode celebrar também o Sacramento da Reconciliação e receber a Sagrada Comunhão.

Se está em casa ou num Lar

Pode contactar a Paróquia através dos nossos contactos habituais e pedir a visita de um dos nossos sacerdotes. Na mesma altura pode receber o Sacramento da Unção e, se tiver condições para isso, pode receber também o Sacramento da Reconciliação e a Sagrada Comunhão.

Na paróquia

Celebração comunitária da Unção

Anualmente, num Domingo próximo ao Dia Mundial do Doente (11 de Fevereiro), celebramos comunitariamente o Sacramento da Unção dos Doentes numa das missas, reunindo os doentes que têm condições de se deslocar à Igreja. É um momento de esperança e de compromisso comunitário com a oração e o acompanhamento espiritual dos doentes. Para participar desse momento e da preparação prévia, é necessário fazer uma inscrição no Acolhimento Paroquial ou através dos nossos contactos.

Por esta santa Unção e pela sua infinita misericórdia,
o Senhor venha em teu auxílio
com a graça do Espírito Santo, para que, liberto dos teus pecados,
Ele te salve e, na sua bondade, alivie os teus sofrimentos.

Fórmula sacramental da Unção dos Enfermos