XX DOMINGO DO TEMPO COMUM-16 de Agosto de 2015

«SE NÃO COMERDES A CARNE DO FILHO DO HOMEM

E NÃO BEBERDES O SEU SANGUE,

NÃO TEREIS A VIDA EM VÓS.»

(Jo 6, 53)

I LEITURA – Prov 9, 1-6

A sabedoria de Deus interpela os homens: “Vinde comer do meu pão”.

Leitura do Livro dos Provérbios
A Sabedoria edificou a sua casa e levantou sete colunas. Abateu os seus animais, preparou o vinho e pôs a mesa. Enviou as suas servas a proclamar nos pontos mais altos da cidade: «Quem é inexperiente venha por aqui». E aos insensatos ela diz: «Vinde comer do meu pão e beber do vinho que vos preparei. Deixai a insensatez e vivereis; segui o caminho da prudência».
Palavra do Senhor.

SALMO – 33 (34), 2-3.10-11.12-13.14-15 (R.9a)

Refrão: Saboreai e vede como o Senhor é bom. Repete-se

A toda a hora bendirei o Senhor,
o seu louvor estará sempre na minha boca.
A minha alma gloria-se no Senhor:
escutem e alegrem-se os humildes. Refrão

Temei o Senhor, vós os seus fiéis,
porque nada falta aos que O temem.
Os poderosos empobrecem e passam fome,
aos que procuram o Senhor
não faltará riqueza alguma. Refrão

Vinde, filhos, escutai-me,
vou ensinar-vos o temor do Senhor.
Qual é o homem que ama a vida,
que deseja longos dias de felicidade? Refrão

Guarda do mal a tua língua
e da mentira os teus lábios.
Evita o mal e faz o bem,
procura a paz e segue os seus passos. Refrão

II LEITURA – Ef 5, 15-20

“Dai graças, por tudo e em todo o tempo, a Deus Pai, em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo.”

Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Efésios
Irmãos: Vede bem como procedeis. Não vivais como insensatos, mas como pessoas inteligentes. Aproveitai bem o tempo, porque os dias que correm são maus. Por isso não sejais irreflectidos, mas procurai compreender qual é a vontade do Senhor. Não vos embriagueis com o vinho, que é causa de luxúria, mas enchei-vos do Espírito Santo, recitando entre vós salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando e salmodiando em vossos corações, dando graças, por tudo e em todo o tempo, a Deus Pai, em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Palavra do Senhor.

ALELUIA – Jo 6, 56

Refrão: Aleluia. Repete-se

Quem come a minha Carne e bebe o meu Sangue
permanece em mim e Eu nele, diz o Senhor. Refrão

EVANGELHO – Jo 6, 51-58

Face aos judeus que achavam absurdo comer o Pão da vida, Jesus mantém a  afirmação e a promessa: «Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna; e Eu o ressuscitarei no último dia.»

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João
Naquele tempo, disse Jesus à multidão: «Eu sou o pão vivo que desceu do Céu. Quem comer deste pão viverá eternamente. E o pão que Eu hei-de dar é minha carne, que Eu darei pela vida do mundo». Os judeus discutiam entre si: «Como pode Ele dar-nos a sua carne a comer?». E Jesus disse-lhes: «Em verdade, em verdade vos digo: Se não comerdes a carne do Filho do homem e não beberdes o seu sangue, não tereis a vida em vós. Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna; e Eu o ressuscitarei no último dia. A minha carne é verdadeira comida e o meu sangue é verdadeira bebida. Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em Mim e Eu nele. Assim como o Pai, que vive, Me enviou e Eu vivo pelo Pai, também aquele que Me come viverá por Mim. Este é o pão que desceu do Céu; não é como o dos vossos pais, que o comeram e morreram: quem comer deste pão viverá eternamente».
Palavra da salvação.

SEGUIR A VERDADEIRA SABEDORIA

De vez em quando a Igreja convida os cristãos a reflectir sobre a Sabedoria. Muitos julgam que se está a falar do saber humano, das ciências, da cultura, da valorização da inteligência. Não é, porém, assim. A Sabedoria é o próprio Deus e seguir a Sabedoria é aceitar Deus no caminho de todos os dias, tentando identificar a vida com o projecto que Deus tem para cada um. O Livro dos Provérbios, texto recente no Código das Escrituras, convida os crentes a relacionarem-se pessoalmente com Deus, tornando-se depois, fácil a orientação da vida para aquilo que Deus quer de cada um (I Leitura). Os cristãos devem, no entanto, descobrir qual a melhor forma de caminhar na Sabedoria sem perda de tempo, sem futilidades inúteis, sem atitudes que choquem violentamente com as propostas do Evangelho. Este é o desafio de Paulo: viver segundo a Sabedoria de Deus (II leitura). Esta Sabedoria, porém, não se consegue sem o alimento específico que Jesus preparou para os cristãos. Ao anunciar a Eucaristia, Jesus não tem receio em afirmar que só quem come deste Pão é capaz de percorrer os caminhos do Senhor (Evangelho).

1. O dom de Deus
A Sabedoria de que fala o Livro dos Provérbios é a revelação do próprio Deus. Por isso, o texto diz que a Sabedoria está assente sobre 7 colunas, são os dons do Espírito: a inteligência, o entendimento, o conselho, a fortaleza, a ciência, o amor e temor de Deus. Quem é chamado a viver esta Sabedoria e corresponde ao apelo de Deus participa da mesa do Senhor onde é servido o Pão e o Vinho, novos, que mais tarde são oferecidos por Jesus na Eucaristia.

2. A conversão permanente
O ser humano é profundamente limitado e, por isso, com relativa facilidade cai na insensatez. Entrega-se então, a desmandos de toda a natureza. S. Paulo na Carta aos Efésios, alerta para a urgência de deixar-se cada um possuir pelo Espírito Santo, porque só na força do Espírito cada um se identifica com a Sabedoria de Deus. É importante aproveitar o tempo no domínio dos maus instintos, porque só assim, em conversão permanente, cada um se deixa possuir completamente pelo dom de Deus.

3. A Eucaristia é a fonte da Sabedoria verdadeira
Os concidadãos de Jesus não conseguiram entender aquilo de que Ele falava ao querer dar o seu Corpo e o seu Sangue como verdadeira comida e bebida. Conheciam apenas o filho de José, o carpinteiro. Não tinham descoberto o Filho de Deus. É enquanto Filho de Deus que, para conduzir os homens no caminho da Sabedoria, Jesus lhes dá o Seu Corpo e o seu Sangue. Compreende-se então que “quem comer deste Pão e beber deste Vinho tem a vida n’Ele (…) e viverá eternamente”.

Monsenhor Vítor Feytor Pinto

Comments are closed.